top of page
  • Foto do escritorMar de Afetos

O que é teatroterapia?

A teatroterapia se qualifica pelo uso de técnicas teatrais com fins de alcançar objetivos terapêuticos, aproximando a pessoa de seus problemas e conflitos humanos como uma forma de atingir o autoconhecimento. A estrutura fictícia proporcionada pelo teatroterapia possibilita um clima acolhedor e seguro para que o indivíduo possa explorar comportamentos diferentes. O objetivo principal é o autoconhecimento, a relação com o mundo e a experimentação de habilidades sociais que possibilitam uma compreensão das próprias motivações. Além da analise e interpretação dos personagens surgidos[1].


Segundo Fernández & Montero (2012), a teatroterapia, também conhecido como dramaterapia, desenvolveu-se a partir da década de trinta, fundamentando-se desde os anos sessenta com a criação de entidades e cursos que cuidam desta modalidade.


O processo terapêutico ocorre por meio do desenvolvimento da intuição e da espontaneidade, gerando a assimilação dos aspectos velados ou não-vistos que, na psicologia analítica, seria o equivalente a integração da sombra. Através das experimentações por meio da dramatização, inicia-se um processo em que a transformação vai além do plano do imaginário para ser vivenciada e sentida, dando lugar a um entendimento profundo de suas questões.


De acordo com Fernández & Montero (2012), a teatroterapia possui quatro conceito centrais:

  • Drama: sendo uma arte social e que atua na capacidade de empatia e identificação.

  • Distancia dramática: operando desde papéis imaginários propicia “una distancia emocional en la expresión y liberación de aspectos personales” (p.92).

  • Duas realidades: um espaço aonde ocorre à realidade de todos os dias e a realidade da experiência teatral.

  • Processo criativo: ocorrendo por meio da preparação[2], incubação[3], iluminação[4] e retorno a realidade[5].


Embora possua uma enorme influência do psicodrama e do teatro, a teatroterapia seguiu um caminho distinto e se consolidou como uma ferramenta terapêutica.

[1] Informação retirada do Dossier da aula definição, origem e evolução das terapias artísticas e criativas, administrada no dia 21/10/2018 [2] Entendimento de uma questão a ser trabalhada. [3] Momento de dificuldade em encontrar uma saída para dita questão. [4] Fase em que a pessoa se deixa levar pela sua inspiração e sai da sua zona de conforto. [5] Processo de separação e elaboração.

630 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page